Portugal encontra-se em “dívida ambiental” desde o dia 13 de maio

25Mai

No dia 13 de maio, Portugal “acionou o crédito ambiental”.

Isto significa que no passado dia 13 de maio, foi passado o limite de consumo de recursos naturais, que de forma sustentável deveria durar até ao final do ano. Os recursos naturais que são utilizados desde esse dia, deveriam ser utilizados apenas a partir de 1 de janeiro de 2022. Nesse dia passamos a estar em “dívida ambiental” com o planeta.

O que é a “dívida ambiental”?

A Organização Ambiental Zero afirma que “se cada pessoa no Planeta vivesse como uma pessoa média portuguesa, a humanidade exigiria mais de 2 planetas para sustentar as suas necessidades de recursos. Tal implicaria que a área produtiva disponível para regenerar recursos e absorver resíduos a nível mundial esgotar-se-ia no dia 13 de maio, treze dias mais cedo do que em 2020, cuja data foi a 25 de maio.”

 

Em casa, as mudanças que pode fazer na sua vida para contribuir para a sustentabilidade incluem: 

  • Diminuir o consumo de proteína animal, privilegiando as leguminosas, vegetais e frutas.

  • Utilizar transportes coletivos, andar de bicicleta e a pé; 

  • Ter atenção ao consumo excessivo e descartável, optando por reduzir, reutilizar, reciclar e reparar, ao invés de “usar e deitar fora”.


 

Referências: 

https://zero.ong/13-de-maio-portugal-aciona-cartao-de-credito-ambiental-cada-vez-mais-cedo/

Photo Boards on Unsplash